A revisão do Plano Diretor de Itápolis terá reuniões técnicas com os representantes de cada eixo, nesta quinta-feira, dia 30 de janeiro, na sala de reuniões da Câmara Municipal. Os secretários municipais e técnicos da prefeitura disponibilizarão informações dos setores correspondentes as temáticas dos eixos, que se somarão aos levantamentos realizados pela empresa que presta serviço para revisão do Plano no município. Nestes encontros serão iniciadas as leituras de informações para elaboração de um documento.

A revisão do Plano Diretor de Itápolis contou nesta semana com uma reunião para discutir o andamento da formatação do trabalho dos eixos de discussão. Nesta ocasião foram apresentados alguns pontos dos Planos Diretores elaborados nos anos de 1972 e 2006, para demostrar o que foi projetado para o município naquela época, objetivando melhorar a visão de projeção para o novo Plano.

As discussões da revisão de Plano Diretor de Itápolis tem mais uma etapa a ser cumprida nesta quarta-feira, (22/01) a parti das 18h, na Câmara Municipal. A reunião técnica contará com a presença do professor de Urbanismo da UNESP, Adalberto Retto Junior, que coordena os trabalhos da empresa que presta serviço para o município, realizando levantamentos, entre outros estudos sobre a infraestrutura da cidade.  

Nesta quinta-feira, dia 12 de dezembro, às 19h, ocorre na Câmara Municipal, mais uma reunião de revisão do Plano Diretor de Itápolis. Desta vez, será feita uma explanação sobre os levantamentos realizados no município, por uma equipe técnica especializada.

Proprietários de imóveis residenciais, comerciais e industriais - com problemas na aprovação de projetos - devem aproveitar a lei de anistia!

Foi prorrogada a data final para regularização de imóveis no município, permitindo que proprietários de residências, comércios e indústrias, que tenham medidas diferentes (recuo, pé direito e medidas mínimas) daquelas previstas pela legislação municipal e estadual, regularizem a documentação para obter o habite-se. Com a aprovação da Lei 3.437, de 20 de novembro de 2.018, os munícipes terão até 31 de dezembro de 2.020 para obter o benefício. Porém, o quanto antes o proprietário apresentar o novo projeto do imóvel à Prefeitura Municipal, atendendo as exigências previstas na Lei Nº 3279/16 e regulamentadas pelo Decreto Nº 5092/17, mais rapidamente ficará com a documentação em ordem.