Já imaginou se para renegociar uma parcela da CDHU o mutuário precisasse ir até a cidade de Araraquara? Em Itápolis a EMHABIT (Empresa Municipal de Habitação de Itápolis) realiza um importante trabalho de intermediação entre a população que possui imóveis financiados pela CDHU e a Companhia, facilitando a vida destas pessoas. Na EMHABIT o mutuário pode fazer acordos e reacordos sobre seus débitos com a CDHU, que tem seu escritório sediado em Araraquara, renegociar e até realizar a quitação da dívida, sem sair de Itápolis. O mutuário pode, ainda, solicitar o contrato ou a escritura definitiva do imóvel financiado.

Não perca essa oportunidade de colocar seu imóvel em dia com entrada e juros zero

Atenção Mutuário da CDHU- Companhia de Desenvolvimento Habitação e Urbano de Itápolis será realizado no sábado, dia 27 de outubro uma reunião com condições especiais de parcelamento para pagamento de contas atrasadas, no Teatro Municipal, localizado na Rodrigues Alves, 842, Centro ao lado da Prefeitura Municipal de Itápolis, das 09:00 às 16:00 horas.

O surgimento de novos bairros em um município é um sinal de crescimento, progresso e expansão. Itápolis está inserida nessas características, pois a cidade deverá contar com a abertura de 9 novos loteamentos nos próximos meses. Proprietários e Empreendimentos Imobiliários estão trabalhando na fase da documentação de projetos, licenças ambientais e de uso do parcelamento do solo, além da organização da documentação, para viabilizar a abertura dos novos loteamentos de acordo com a legalidade. Os novos loteamentos abrangerão vários pontos do município, como o Jardim José Fortuna, que ficará entre o Jardim Silveira e a Avenida do Sol.

A CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano abriu uma nova modalidade de parcelamento, propiciando uma solução para a situação das famílias em atraso com suas prestações. Trata-se de uma campanha de regularização dos débitos, que visa reduzir o índice de inadimplência da carteira de mutuários, que até junho de 2011 era de 31%. Esse índice é considerado muito alto, pela CDHU, já que representa cerca de 73.000 famílias em todo o estado. De acordo com a CDHU essa é a última oportunidade para regularização dos devedores, que poderão fazer a revisão da dívida na EMHABIT, órgão da Secretaria de Habitação, localizado no prédio anexo da Prefeitura Municipal de Itápolis.

Depois de mais de 20 anos de espera, moradores do Jardim 2000 puderam finalmente assinar a escritura de suas casas. Os moradores que já haviam quitado o pagamento do financiamento de suas residências, ainda não podiam ter a escritura do próprio imóvel, porque o bairro não estava legalizado junto aos órgãos competentes. A atual administração da Prefeitura Municipal de Itápolis procurou a CDHU - Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano, responsável pelo loteamento, quando foi feita a abertura do bairro e viabilizou toda a documentação necessária para regularizar a situação e permitir que os proprietários dessas residências pudessem ter o direito de possuir a escritura do seu imóvel, que é uma garantia de autenticidade da propriedade da casa.