Mais de 140 proprietários de imóveis do Jardim 2000,  Esperança I e II e Jardim Progresso de Tapinas estão, finalmente, obtendo a tão esperada escritura definitiva da casa própria. Este trabalho é resultado de uma parceria da Prefeitura de Itápolis com a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) e o Governo Estadual.

Parte dos mutuários, que já providenciaram toda documentação necessária, pôde obter a escritura, inclusive, alguns estiveram na prefeitura esta semana para recebê-la. “Trabalhei anos para pagar minha casa e pensei que não conseguiria ter a escritura, mas agora deu certo”, comemorou Maria Inês Bazani, moradora do Jardim 2000, há 25 anos.

De acordo com o secretário de Habitação cerca de 40 pessoas já obtiveram sua escritura e mais de 100 mutuários estão providenciando os documentos para legalizar a situação. “Muitos tinham quitado o financiamento há anos e não conseguiam registrar o imóvel em cartório pela falta da escritura. Com isso, ficavam impedidos de legalizar uma venda ou conseguir uma linha de financiamento do imóvel”, ponderou o vice-prefeito.

Morador do Jardim Progresso de Tapinas há 15 anos, Luis Antonio Barbosa, é outro mutuário que esperava regularizar sua escritura: “estamos felizes, porque agora deixaremos tudo certo, pois já temos o financiamento quitado”, disse Luis.

A escritura é fornecida gratuitamente pela CDHU aos mutuários, que só precisam custear o registro do imóvel e o recolhimento do imposto relacionado.

“Estamos felizes por poder auxiliar estes itapolitanos que, em alguns casos, pagaram por 300 meses sua residência e esperaram por tantos anos para legalizar seu imóvel. Temos buscado efetivar novas parcerias com o governo estadual para viabilizar benefícios à população como este, em nossas visitas ao Palácio dos Bandeirantes”, explicou o prefeito.

Imprensa Prefeitura de Itápolis