ATENÇÃO: A Secretaria Municipal de Habitação comunica aos mutuários da CDHU que recebem todos os meses os boletos para pagar a prestação de suas casas, que a partir do mês de maio receberão carnês de prestações para fazer o pagamento. Caso você (mutuário) receba um carnê com uma quantidade menor de prestações, não se preocupe. É porque o mês de reajuste do seu contrato (data-base) está próximo. Após a data base, você receberá um novo carnê com as 12 (doze) próximas prestações do seu financiamento, já com o valor atualizado.

O secretário municipal de Habitação explicou que a Secretaria está de portas abertas para atender todos os mutuários da CDHU e ajudá-los a em caso de dúvidas sobre esta mudança. Informamos, também, que quando o mutuário não realizar o pagamento na data prevista, o mesmo poderá solicitar a segunda via na Secretaria Municipal de Habitação, que está localizada junto à Prefeitura Municipal, Rua Rodrigues Alves 842 e o telefone para informações é o 3263-8000.

Entendendo a mudança feita pela CDHU

A CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano de São Paulo, vinculada à Secretaria de Estado da Habitação, está alterando o sistema de cobrança das prestações do financiamento habitacional. O objetivo da CDHU é facilitar a vida das famílias que terão mais segurança e poderão até fazer um planejamento financeiro mais adequado. De acordo com o secretário Rodrigo Garcia, a medida possibilitará também redução no consumo de papel no processamento das prestações.

De acordo com o mês de reajuste contratual, nesta primeira remessa, os carnês terão entre uma e 12 parcelas com vencimentos mensais sequenciais. Assim, o mutuário cujo contrato tenha como data-base o mês de maio terá um carnê com uma parcela. Já aquele com data-base em abril receberá o carnê com 12 parcelas. Nas remessas seguintes, a partir de junho, em conformidade com cada data-base contratual, um novo carnê com as 12 prestações subsequentes será emitido.

As parcelas terão sempre o mesmo valor. Entretanto, se ocorrer alguma alteração no valor mensal em decorrência de acordos financeiros, quitação parcial com recursos próprios, FGTS ou por sinistro, as parcelas vincendas serão inutilizadas e novo carnê com os valores recalculados será enviado.

Imprensa Prefeitura de Itápolis