Na manhã desta sexta-feira (13) o prefeito, presidente da Câmara Municipal, secretário de Finanças e o consultor de negócios para o Poder Público da CPFL, Fabiano Ferreira Dias estiveram reunidos.

Entre as temáticas debatidas no encontro figurou à ligação da rede elétrica do loteamento Garieri e Renesto, entre outros bairros, que tinham essa pendência no município. O representante da Companhia explicou que a empresa está dispensando toda atenção necessária, com prioridade, para solucionar a questão que também envolve a ligação das bombas e motores de distribuição de água do SAAEI em novos loteamentos da cidade.

“Meu sonho era ter minha casa e não precisar mais pagar aluguel. Consegui esta residência da CDHU, mas ainda, faltava ter a escritura em mãos. Hoje, pude tornar este sonho uma realidade”, expressou Dirce Xavier, que reside há 25 anos no imóvel legalizado.

De 2017 até a presente data foram regularizadas mais de 180 escrituras, garantindo o direito de propriedade a centenas de itapolitanos.

Você já pensou no transtorno em ter uma casa e não conseguir garantir que é sua, devido à falta da escritura do imóvel?
Esta era a situação vivenciada há 26 anos pela família de Orivaldo de Assis, morador do Jardim Progresso, em Tapinas. “Mudei em 3 de maço de 1993, desde então eu e minha família lutamos para quitar as prestações e ficamos esperando para conseguir a escritura. Estou muito feliz, porque, agora, tenho uma garantia”, contou Orivaldo.

Dando sequência aos trâmites exigidos pelo governo estadual para que a Prefeitura de Itápolis possa efetivar o convênio com à CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo) e viabilizar a implantação dos empreendimentos habitacionais nos distritos de Tapinas e Nova América, ocorreu uma reunião no gabinete municipal, nesta terça-feira (28). O prefeito, os secretários de Habitação e Planejamento e uma engenheira da prefeitura estiveram debatendo a questão com representantes da CDHU.