A Prefeitura de Itápolis já realizou todos os projetos e estudos necessários para implantação da coleta seletiva no município, de maneira que a mesma tenha um início consistente, reduzindo riscos.

As contratações necessárias para efetivação deste importante projeto ambiental estão em andamento: como a aquisição de equipamentos para a triagem do material (balança eletrônica, prensa enfardadeira, empilhadeira hidráulica e transpalete), adquiridos com recursos próprios do município, por meio do pregão presencial n°153/2019, e o recrutamento de uma empresa especializada em mobilização socioambiental para implantação da coleta seletiva, custeado com recurso conquistado no Fundo Estadual de Recursos Hídricos – Fehidro, inclusive, o pregão presencial n°160/2019, que efetiva está contratação, ocorreu nesta sexta-feira (1/11).
A empresa vencedora deverá realizar a formalização da Associação ou Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis e todo o treinamento e capacitação dos associados/cooperados em temas como: maneira de realizar uma assembleia, protagonismo social, economia solidária, fluxo de caixa, ferramentas de gestão, cooperativismo, entre outros.

Também haverá o trabalho de conscientização das organizações e entidades de classe, estendida a toda população, por meio da distribuição de panfletos que orientem sobre a maneira correta de separar e dispor os resíduos recicláveis.

Concluído este trabalho, o início da coleta seletiva será uma realidade em Itápolis, com uma associação ou cooperativa fortificada, que acarretará em uma melhoria na qualidade do trabalho dos coletores de recicláveis e uma correta destinação para este tipo de lixo em Itápolis.

Imprensa Prefeitura de Itápolis