As ruínas da Antiga Companhia Douradense de Eletricidade São Lourenço Powerstation, desativada no século passado, ainda hoje revela um cenário de rara beleza, cercada por altas árvores e vegetação serrada. Entre o vertedouro e o canal de sangria do antigo reservatório da usina, uma base de concreto e pedras de fogo formam um grande piso e as águas resultantes de quedas formam pequenas ondas que contrastam com a areia branca, dando a idéia de uma prainha. Localizado em propriedade particular o "Paredão" como é conhecido, encontra-se proibido a visitação.